domingo, 8 de março de 2009

Esqueci-te

Agora que está tudo dito e feito,
Não consigo acreditar que tu foste a única
A construir-me e depois destruir-me como uma casa velha e abandonada.
O que tu disses-te quando partis-te
Deixou-me com frio e sem fôlego,
Eu caí tão fundo, foi muito intenso.
Acho que te deixei ter o que eu tinha de melhor...

Bem, nunca pensei que chegaríamos a este ponto
Eu deveria ter fugido
Há muito, muito tempo atrás!
Nunca pensei que duvidaria de ti,
Estou melhor sem ti
Mais do que tu, mais do que tu sabes
Devagar estou a encerrar isto.
Acho que realmente acabou.
Estou finalmente a ficar melhor.
Agora estou a juntar os pedaços,
Estou passando todos estes meses
A colocar o meu coração de volta no lugar.
Porque no dia que eu achei que eu nunca superaria
Eu esqueci-te!

Tu destruis-te estas paredes,
Arrastas-te as memórias corredor a fora,
Pegas-te tuas coisas e partis-te...
Não havia nada que eu poderia dizer.
E quando tu fechas-te a porta da frente,
Muitas outras se abriram,
Assim como meus olhos, então consegui ver,
Que tu nunca fos-te o melhor para mim,

1 comentário:

Lili disse...

Letra linda, triste e esperançosa...