segunda-feira, 9 de março de 2009

O Sentido De Não Sentir

Os segundos que agora passam
Não conseguem fazer-me esquecer-te
E este vento que aqui sopra
Faz-me fechar os olhos e lembrar do que nunca esqueci
E por mais um instante
Insisto em existir

Com tudo o que me cerca
Sinto-me sufocado pelo ar
Sinto o coração desesperado
E com o que vê o meu olhar
Lembro-me de momentos ao teu lado

E eram apenas noites
Que ficávamos debaixo do céu
Ouvindo o silêncio dizer
Eu amo-te

E eu que pensei que aquelas horas
Seriam para sempre
E nunca me farias falta no agora
E ter que me acostumar com tudo diferente

Vou vivendo neste mundo
Até perceber
Que a chuva que nos molhou um dia
Já secou
As nuvens foram-se
Aqueles dias estão longe
E cada vez mais

Agora vejo-te indo
Deixando o que nunca vai mudar
E mesmo que os meus dias
Tenham perdido a alegria
Vou continuar a acordar
Mesmo que seja sem o sorriso

Levando os meus passos
Pelas estradas deste caminho
O lugar que nos unia
Agora leva-me sozinho

1 comentário:

Lili disse...

"Meus pés não tocam mais o chão
Meus olhos não vêem a minha direção
Da minha boca saem coisas sem sentido
Você era o meu farol e hoje estou perdido

O sofrimento vem à noite sem pudor
Somente o sono ameniza a minha dor
Mas e depois? E quando o dia clarear?
Quero viver do teu sorriso, teu olhar

Eu corro pro mar pra não lembrar você
E o vento me traz o que eu quero esquecer
Entre os soluços do meu choro eu tento te explicar
Nos teus braços é o meu lugar
Contemplar as estrelas, minha solidão
Aperta forte o peito, é mais que uma emoção
Esqueci do meu orgulho pra você voltar
Permaneço sem amor, sem luz, sem ar

Perdi o jogo, e tive que te ver partir
E a minha alma, sem motivo pra existir
Já não suporto esse vazio quero me entregar
Ter você pra nunca mais nos separar
Você é o encaixe perfeito do meu coração
O teu sorriso é chama da minha paixão
Mas é fria a madrugada sem você aqui,
Só com você no pensamento

Eu corro pro mar para não lembrar você
E o vento me traz o que eu quero esquecer
Entre os soluços do meu choro eu tento te explicar
Nos teus braços é o meu lugar
Contemplar as estrelas, minha solidão
Aperta forte o peito, é mais que uma emoção
Esqueci do meu orgulho pra você voltar
Permaneço sem amor, sem luz

Meu ar, meu chão é você
Mesmo quando fecho os olhos
Posso te ver

Eu corro pro mar pra não lembrar você
E o vento me traz o que eu quero esquecer
Entre os soluços do meu choro eu tento te explicar
Nos teus braços é o meu lugar
Contemplar as estrelas, minha solidão
Aperta forte o peito é mais que uma emoção
Esqueci o meu orgulho pra você voltar
Permaneço sem amor, sem luz, sem ar"



Desculpa responder ao poema com a esta letra (musica) mas achei que tinha um pouco a ver...
Não a queria pôr mas....
Esta musica faz pensar em ti e em como te poderás estar a sentir...
espero sinceramente que um dia isso mude...
Estou cá e estaremos todos para o que der e vier… Adoramos-te!