terça-feira, 10 de março de 2009

Amor Em Privado

Maldito tempo perdido
Neste amor parado
Tristezas de um detido
Ficar na vida atrasado.

O perfume do teu corpo,
O sabor de te abraçar
Aqui o amor está morto,
E eu carente para te amar.

Loucas saudades sinto
Desses lábios que são teus,
Aqui neste labirinto
Desejo teus lábios como meus.

Sou o Inverno mais frio
Neste mundo sem calor,
Porque a sorte me decidiu:
"Privar do teu amor!"

1 comentário:

Lili disse...

Estou aqui à horas a tentar encontrar algo que me diga que amar não é de maneira nenhuma tempo perdido mas... só te posso dizer que essa é a minha opinião!

Pode parecer que o é (tempo perdido) mas pensando bem até podemos perder algumas coisas mas também ganhamos... Aprendemos sempre alguma coisa! Certo? Boa ou má... mas aprendemos!

"O amor nunca está perdido. Se não for reciproco, ele retornará, suavizará e purificará o coração." (Washington Irving)