terça-feira, 10 de março de 2009

Um Pouco De Amor

Não, não me esquecerei de ti
Não enquanto o mundo não chegar ao fim
Não enquanto o olhar se perder no céu
À procura duma estrela, à procura de ti
Nem que sejam precisos mil anos
Nem que tenha de reencarnar num outro eu
Como um verdadeiro vampiro
Pois ele só quis um pouco de amor
Eu daria a alma em troca desta dor
Quem me arde por dentro num fogo eterno
Que me gela o coração dum inverno
Mais frio que o gelo
Mais gelado que o vento
À procura dum destino
Num mundo sem sentido
Eu daria a alma em troca desta dor
Pois eu só quero um pouco do Teu CARINHO
Pois eu só quero um pouco do Teu AMOR

1 comentário:

Lili disse...

O verdadeiro amor, o primeiro grande amor nunca se esquece!
Será que o Ser amado pela tua pessoa quer ser esquecido? Dizes só querer um pouco do seu amor e carinho... e esse Ser que tanto te confunde o que quer? O que deseja realmente? Alguma vez o saberemos?
Será suficiente um pouco de amor e carinho quando nos entregamos plenamente ao Ser que amamos? Não sei mas espero que sim!