terça-feira, 10 de março de 2009

Procurei-me

Não sei onde me procurar...
Não me encontro... procuro-me
Onde estou eu?
No céu,na Lua ou no Mundo?
Estou perdido, sem caminho
Para voltar...
Alma tão bela, que não me encorajas a seguir,
Dá-me algum sinal.
Quero voltar á terra e ter
Alma no coração.
Quero ser presente.Quero ser passado.
Quero ser futuro.
Mas...não sei onde está o presente.
O passado morreu.E o futuro?
Está a viajar nas veias do
Pensamento.
Sonhar é uma ilusão... mas alimenta.
Entristece...angustia... mas
Alimenta-nos.
A vida é tão curta...
Nunca digas adeus
Aos sonhos que te surgem
No pensamento.
Pensamento?!Mas... afinal
Onde se alojou o sonho?
No pensamento ou no coração?
Não encontro explicação...
Contudo, há solução!
Para quê encontrar-me,
Se viver não tem sentido?
Para quê viver,
Se não há mais nada para encontrar?
Como posso encontrar os outros
Se nem eu próprio me encontro?
Procurei-me em todo lado,
Procurei-me em todos,
Mas só me encontrei em mim mesmo!
Viver a vida sem alguém do lado
É como uma fogueira sem lenha.
Perdemos o senso de viver.
Perdemos o sentido de viver,
Pois não há maneira de acalmar o coração.
Viver na terra só com o corpo
Não tem qualquer sentido.
Por isso alma...vai-te encontrar,
Porque a vida passa
E eu não quero perdê-la!
E eu não quero perder-te!

1 comentário:

Lili disse...

Como pode uma pessoa ter num momento o céu, a lua e as estrelas, ser a pessoa mais feliz do Mundo e no momento seguinte não ter mais... nada? Como pode um sentimento dar-nos tanto e logo depois destruir-nos? Como? Como pode ser este sentimento tão forte ao ponto de nos querer fazer desistir de tudo e todos? Como pode uma pessoa usar este sentimento em seu próprio beneficio apenas para...
Não sei, não percebo e não sei... não sei se quero algum dia vir a perceber!