quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A TI QUE AMO TANTO

Sonho com o teu rosto a toda a hora
Manhã de tarde, pela noite fora
A saudade aperta pouco a pouco
A distância aumenta este desejo
e põe-me louco….!

Treme de emoção cada sentido
Sofre o coração por estar sozinho
Choro quando lembro um bom momento
Pedindo a deus que o tempo vá correndo
Eu me atormento…!

Eu quero ter-te aqui
Eu quero estar aí
Não sei viver sem ti
Sem ti…

Preciso do teu beijo ao acordar
Da sensação da tua mão na minha…
Preciso do fogo do teu olhar
Preciso de te abraçar como se fosse em qualquer lugar
Preciso de te ouvir falar…!

3 comentários:

Graça Pereira disse...

A Poesia continua bonita por aqui...parabens!
Passei para te desejar santas festas de Natal e Ano novo com saúde e muita felicidade.
beijocas
Graça

Jacarée disse...

Poeta!
SAUDADES DE TE LER.
Espero q esteja tudo bem contigo.
Desejo-te um ano florescente...de progressos familiares e profissionais... muita Paz, Saúde e Amor.
Abraço.

Lisa disse...

Tens mesmo geito!!