sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Coração

Queria tocar no teu rosto e sentir a tua pele
No teu peito encostar a cabeça e sentir o teu cheiro
Sentir os dedos das tuas mãos entre os meus
Saber se os teus traços se assemelham aos meus.
Queria olhar-te nos olhos e sorrir
Ouvir a tua voz a sussurrar-me ao ouvido e fechar os olhos
Queria conheçer-te como mais ninguem
Conheçer o teu sabor
Ouvir-te falar dos teus sonhos
Dançar contigo noites sem fim e acabar
Entre beijos, abraços, complicidade e desejo.
Algo me prende a ti de uma maneira que nao consigo entender
As vezes pareçe que te conheço de cor.
É algo que completa todas as partes que desconheço de ti.
De tal modo que consigo ver-te a minha frente a olhar-me nos olhos
Pele perfeita, lábios entreabertos, enquanto a tua mão,
Se aproxima do meu rosto para limpar a lágrima,
Que languidamente até os meus labios
O destino nunca nos uniu, e não creio que o fará.
Mas se não á caminhos pré-defenidos no mundo,
Alguma força existe para que nenhum de nós entre no esquecimento.
Queria-te para mim...
Esta é a decisão do coração.

3 comentários:

Jacarée disse...

Poeta!
Sentimentos nobres,... sorrisos, olhares, alegria,.. sonhos... amor...cor..pensamentos desejos... nécta da vida.
Q sua vida seja eternamente nutrida com muito esplandor, brilho...
gostei de te ver.
Abraço.

Isis Hardy disse...

Lindo de mais!

Graça Pereira disse...

É tão bom quando deixamos falar o coração... e deste modo tão doce, ninguem vai resistir!!
Beijo
Graça