terça-feira, 3 de março de 2009

Perdas

Quanto cantos eu já ouvi
P`ra alem do teu amor
No quarto andar espero por ti
Esperas sem fim

Tu danças, danças até cair
Sem medo, sem medos
E eu não te quero perder
É medo, são medos

Eu não vou fingir
És tudo p`ra mim
Que amor tão louco
Que vivo por ti
Eu não vou fingir
És tudo p`ra mim
E o meu desejo
Afastou-me de ti

Saio em perda, paro no bar
Onde me vou perder
Sangue frio deixa no ar
Quem eu sou...

Dançaste, dançaste até cair
Sem medo, sem medos
E eu não te quero perder
É medo, são medos

1 comentário:

Lili disse...

Medo?! É incrível como nos deixamos dominar pelo medo! Como por medo desistimos de uma coisa tão boa que ainda nem começou ou então já começou mas temos tanto medo que aconteça algo de mau que preferimos desistir antes que aconteça algo...